Por que evitar alimentos industrializados?

Vivemos falando que os alimentos industrializados e refinados fazem um grande mal ao corpo humano. Mas, você sabe por que? Juntamos os principais perigos dos alimentos processados para você entender melhor como e de que jeito eles podem ser maléficos à saúde.

O maior problema dos alimentos industrializados são os aditivos em sua composição: antioxidantes artificiais que evitam a deterioração da comida, acidulantes, adoçantes e aromatizantes para ressaltar o sabor e odor e esconder o gosto ruim de outras substâncias químicas e os corantes e espessantes para alterar a cor e aparência do alimento, deixando o produto final colorido, adocicado, cremoso, macio e com cheiro ótimo.

Além disso, alimentos refinados possuem pouco valor nutricional, ou seja, engordam e não alimentam. Pior ainda: viciam. Você mal acabou seu hambúrguer processado e, logo, bate uma vontade de comer doce, que acaba dando mais fome ainda, e o resultado é um círculo vicioso de mais gordura armazenada. Alimentos cheios de açúcar refinado, farinha branca e óleos oxidados causam inflamações no organismo, que é a forma como nosso corpo reage ao ser "atacado" por tanta química.

O excesso de alimentos processados em nossa dieta aumenta as chances de problemas cardíacos, respiratórios, neurológicos e de câncer, além de doenças autoimunes. Os refinados, e especialmente os produtos a base de farinha refinada, aumentam a produção de muco no corpo. Você vai sentir as consequências quando tiver uma gripe, resfriado, sinusite ou problema respiratório, como bronquite ou asma.

Se assustou com tantos perigos? Pois a solução é fácil e barata: coma mais comida de verdade e menos coisas que venham em latas, potes e embalagens plásticas.

Clínica Waisman