Fadiga muscular: como evitar?

A fadiga muscular nada mais é do que o resultado do que acontece quando um músculo é levado à exaustão, ou seja, é submetido a um esforço maior do que a sua capacidade, resultando no cansaço, fraqueza, dor e na queda do seu desempenho. Para evitar esse sintoma, é essencial, primeiramente, reconhecer os limites do seu corpo e, aliado a isso, ter o acompanhamento de um profissional da educação física e outros da área da saúde.

dr-jacques-waisman-fadiga-muscular.jpg

A alimentação também desempenha um importante papel no combate à fadiga ou ao estresse muscular. Se equilibrada entre carboidratos, que geram a energia rápida necessária para o organismo, e proteínas, que ajudam na formação dos músculos, a probabilidade de acontecer uma fadiga diminui exponencialmente. Além disso, é de suma importância a ingestão de água, pela reposição dos eletrólitos, antes, durante e após o exercício físico para manter o corpo hidratado.

Outro fator que demanda atenção para evitar a fadiga muscular é o repouso entre os treinos. Descansar o músculo e alongá-lo entre um exercício e outro ajuda na sua recuperação. Cuidar da saúde dos músculos é, também, não negligenciar a provável ocorrência de um estresse muscular. Se não for devidamente cuidada, a fadiga pode evoluir e se tornar uma grave lesão muscular.